Mais 3 cidades mineiras recebem o Ministério Público Itinerante

Imprimir

As cidades de Itinga, Coronel Murta e Virgem da Lapa receberam nos dias 25, 26 e 27 de junho, respectivamente, o mutirão do Ministério Público Itinerante (MPI), que visa oferecer à população carente orientações e atendimento em relação às diversas áreas de atuação do Ministério Público, além de serviços oferecidos pelos parceiros.

O Recivil, em parceria com os cartórios de Registro Civil dos municípios, trabalhou nos pedidos e na emissão das segundas vias das certidões de nascimento, casamento e óbito, totalizando 290 certidões.

A registradora civil de Itinga, Geralda Salvadora Gonçalves Reis, explicou que grande parte da população encontra-se em situação de vulnerabilidade social, com dificuldade de acesso a serviços e documentos. E falou sobre a ação que aconteceu no município.

A registradora civil de Itinga, Geralda Gonçalves Reis, ao lado do oficial substituto José Nélson Pego Gonçalves.

“Todo projeto social é muito louvável. É gratificante ver a satisfação em forma de agradecimento no rosto das pessoas beneficiadas. A presença do Ministério Público Itinerante é um exercício de cidadania que aproxima a população da justiça e de seus direitos”, falou a oficiala, que se dedica ao registro civil de Itinga há mais de 30 anos.

Ela também destacou o trabalho de conscientização e orientação à população, e da amplitude das ações com as instituições locais e regionais. “Com esse movimento, se busca o fortalecimento de processos individuais e coletivos, assegurando através desses documentos condições básicas para essas pessoas se desenvolverem e participarem da vida em sociedade com dignidade, do qual fico feliz em participar deste ano solidário para unir forças”, disse Geralda.

O registrador civil de Virgem da Lapa, Geraldo Magela de Jesus, agradeceu pela realização do projeto na cidade. “Agradecemos a toda a equipe do projeto, em especial ao Recivil, por mais uma vez premiar a nossa cidade e a comunidade virgolapense nesta brilhante e eficaz iniciativa”, disse.

Geraldo Magela de Jesus, registrador civil de Virgem da Lapa, agradeceu pela realização do projeto na cidade.

O MPI visita atender municípios com Índice de Desenvolvimento Humano baixo e com evidente carência de acesso a serviços básicos, informações e cidadania. Em cada localidade atendida é montada uma estrutura com unidade móvel e estandes em locais públicos, como parques e praças. 

O oficial de Coronel Murta, Robson Rocha Botelho, também participou do projeto. 
 

 

Fonte: Assessoria de Comunicação do Recivil (Jornalista Melina Rebuzzi)