Acessibilidade
RSS
06 - SET, 2019 - Recivil
Nova etapa do MPI marca reestruturação das ações sociais do Recivil

Nos dias 27, 28 e 29 de agosto, foi realizada mais uma etapa do projeto Ministério Público Itinerante (MPI). A ação marcou a reestruturação dos projetos sociais do Recivil, que agora passarão a contar com a participação direta dos registradores civis, in loco, no atendimento à população e, posteriormente, emitindo as certidões solicitadas.

O Recivil irá trabalhar na interlocução entre órgãos e entidades parceiras e os cartórios, auxiliando na organização, divulgação das ações, envio e recebimento de pedidos de certidões de outros estados e municípios. 

Funcionários do CRAS e dos cartórios fizeram o atendimento à população

A mudança tem como objetivo valorizar o papel do cartório e do registrador civil. “Queremos mostrar para o cidadão quem é o registrador civil e a importância do trabalho que ele desempenha na comunidade. Em muitas cidades, principalmente nas pequenas cidades e distritos, o registrador civil é visto como referência naquele local. Por isso, é essencial que ele seja peça atuante nas ações sociais”, explicou o presidente do Recivil, Genilson Gomes.

Foi assim que ocorreu o projeto nas cidades de Jequitaí, Buritizeiro e Lassance, que resultou em 138 pedidos de segundas vias de certidões durante os três dias.

Lorena Tabachi (centro), oficiala de Lassance, ao lado das funcionárias do cartório

Todas as ações ocorreram em praças dos municípios e contaram com o apoio de funcionários do CRAS e dos cartórios para auxiliar no atendimento à população.

“O cartório de Buritizeiro sempre se sentiu honrado de poder participar de ações em que possa contribui para uma sociedade mais justa e igualitária. Ao poder ajudar aqueles que necessitam, estamos ajudando a nós mesmos, pois toda vez que participamos destas ações retornamos para casa com um sentimento de dever cumprido, afinal este é nosso papel. Agradeço imensamente a Recivil pela parceria”, disse a registradora de Buritizeiro, Neide Ester Soriano Carneiro de Abreu.

A oficiala de Lassance, Lorena Tabachi Amado, também falou sobre a ação social. “É sempre uma alegria participar de projetos sociais, mesmo tendo conhecimento da árdua missão de solucionar imediatamente os requerimentos que surgem no balcão da serventia, realidade esta que torna-se ainda mais intensa diante do Ministério Público Itinerante”, disse.

A oficiala Geovana Prates, de Jequitaí, participou do projeto

 

Fonte: Assessoria de Comunicação do Recivil

 

Veja mais (tags)
ASSINE NOSSO INFORMATIVO
Inscreva-se para receber notícias do RECIVIL em seu e-mail