Recivil assina Acordo de Cooperação Técnica com a Polícia Federal


Imprimir

Publicado em: 13/06/2018

Acordo garante o acesso da Polícia Federal ao índice da CRC-MG e ao relatório de registro de estrangeiros.

No dia 7 de junho de 2018, os interventores do Recivil, Antônio Maximiano Santos Lima e José Augusto Silveira, assinaram um Acordo de Cooperação Técnica com a Polícia Federal permitindo o acesso ao índice da Central de Informações do Registro Civil do Estado de Minas Gerais (CRC-MG), onde constam alguns dados dos registros de nascimento, casamento e óbito realizados em Minas. O Acordo também permite que a Polícia Federal tenha acesso aos dados do relatório dos registros de casamentos e óbitos de estrangeiros realizados nas serventias mineiras.

 

Os interventores do Recivil e o superintendente da Polícia Federal em Minas Gerais assinaram o Acordo de Cooperação na sede da PF em Belo Horizonte.


Para o superintendente da Polícia Federal em Minas Gerais, Rodrigo de Melo Teixeira, o acordo é um pleito antigo do departamento de inteligência da Polícia Federal. “Temos no Brasil problemas graves com mudanças de nomes, utilização de documentos falsos, certidões de óbitos falsas usadas para fraudes e várias outras questões. Este acordo vai nos ajudar nessas investigações”, declarou o delegado.

 

 Rodrigo de Melo Teixeira, superintendente da Polícia Federal, disse que o acordo é um pleito antigo do departamento de inteligência.

 

Para o delegado da Polícia Federal, Guilherme Franco Lima de Faria, a Interpol também vinha buscando por este acordo. “O acesso ao relatório nos ajudará principalmente na busca por foragidos”.


Para o interventor do Recivil José Augusto Silveira, a Polícia Federal e o Registro Civil estão do mesmo lado. “Tanto a Polícia Federal quanto os registradores civis trabalham em prol da população. Um na área da segurança e outro na documentação. Mas os dois com a mesma responsabilidade de fazer o melhor pela população”, declarou na ocasião.


Antônio Maximiano afirmou que o Recivil está sempre de portas abertas para essas parcerias. “O Sindicato está sempre de portas abertas para essas parcerias que só trazem benefícios. Já fechamos termos de cooperação com a Polícia Civil, com a Receita Federal e agora com a Polícia Federal”, explicou.


O Acordo passou a valer a partir da data da assinatura do termo. A Polícia Federal já está se organizando tecnicamente para acessar o sistema.

 

(da esq para a dir) Antônio Maximiano Santos Lima (Recivil), Rodrigo de Melo Teixeira (PF), José Augusto Silveira (Recivil) e Guilherme Franco Lima de Faria (PF).

 

 

Fonte: Assessoria de Comunicação do Recivil (Jornalista Renata Dantas)