Recivil comemora 20 anos de dedicação e trabalho em prol dos registradores civis mineiros


Imprimir

Publicado em: 19/05/2017

Atendimentos nas áreas jurídica, de tecnologia, de cidadania e de comunicação e informação marcam a trajetória do Sindicato.

 

No dia 21 de maio de 2017 o Sindicato dos Oficiais de Registro Civil das Pessoas Naturais de Minas Gerais (Recivil) comemora seu aniversário de 20 anos.  Em 1997 o Recivil era fundado em Belo Horizonte para defender os interesses dos registradores civis das pessoas naturais. 


Com mais de 60 funcionários e quase 1.500 filiados, o Recivil oferece serviços nas áreas de tecnologia, assessoria jurídica, compensação de atos gratuitos, além de projetos de cidadania, aprimoramento da classe, comunicação e informação.


Neste tempo, o Recivil conseguiu atender mais de 1000 cartórios com serviços de tecnologia gratuitos, como o Cartosoft, software de gestão cartorária que facilita o trabalho do registrador civil.


Além do Cartosoft, o departamento de tecnologia do Recivil firmou parceria em diversos projetos com a Corregedoria-Geral de Justiça, entre eles, os que trataram sobre a instalação das Unidades Interligadas nos hospitais e maternidades; a implantação do selo de fiscalização eletrônico em todas as serventias de Minas Gerais e a criação da Central de Registro Civil de Minas Gerais.


Mas o trabalho não parou por aí, atualmente o Recivil conta com um departamento jurídico que presta assessoria e acompanhamento legal gratuitamente a todos os registradores civis do estado. O departamento realiza uma média de 300 atendimentos semanais, seja por telefone, e-mail ou pessoalmente.


Já na Câmara de Compensação do Recompe-MG, que conta atualmente com 22 funcionários, são compensados mais de 32 mil registros de nascimentos e mais de 10 mil registros de óbito mensalmente. Além destes, também são compensados os casamentos realizados gratuitamente aos declaradamente pobres (cerca de 1.500 por mês),  assim como as segundas vias de certidões fornecidas a pessoas carentes, que chegam a 22 mil por mês.


O departamento de projetos sociais, criado para atuar em programas que defendam a cidadania e a dignidade da pessoa humana, já realizou centenas de mutirões de documentação e emitiu mais de 100 mil documentos para a população carente de Minas Gerais. Atualmente, o departamento trabalha em parceira com o Ministério Público, com o TJMG e com diversos órgãos de desenvolvimento social.


O departamento de comunicação produz bimestralmente a revista Recivil, que é encaminhada, sem custo, a todos os cartórios de registro civil das pessoas naturais de Minas Gerais, com as mais relevantes informações e instruções sobre o serviço notarial e de registro.


Além da revista, o site do Recivil recebe mais de 34 mil acessos por semana, sendo uma média de seis mil acessos nos dias úteis. O portal é atualizado diversas vezes ao dia, levando informação e aprimoramento aos registradores civis mineiros.


Recentemente, o Recivil criou em seu site o sistema de FAQ – programa de consulta e tira dúvidas entre o Sindicato e os registradores. Por meio dele, os filiados conseguem encaminhar questionamentos, fazer consultas, enviar críticas e sugestões a todos os departamentos do Sindicato sem esforço.


Para completar a comunicação entre sindicato e registrador civil, o Recivil possui ainda uma página no Facebook com mais de 1.500 seguidores e um alcance mensal de mais de sete mil pessoas.


Nestes 20 anos, o Recivil passou por cinco diretorias e o Recompe-MG contou com oito Comissões Gestoras. Atualmente, o Sindicato é dirigido por uma Junta de Interventores formada pelos registradores civis Antônio Maximiano Santos Lima e José Augusto Silveira.


A Comissão Gestora atual é composta pelos registradores Márcia Fidelis Lima, Elaine de Cássia Silva e Leonardo Santana Solero ( indicados pelo Recivil); e pelos registradores Ari Álvares Pires Neto ( indicado pela Serjus) e Salvador Tadeu Vieira ( indicado pela Anoreg-MG).


O Sindicato funciona em sede própria, com oito andares, sendo três de garagem, um reservado para auditório e Centro de Aprimoramento, e os demais que comportam os departamentos, a Comissão Gestora e a presidência.